30.6.09

Uma vontade que tomou conta de mim

Durante toda a minha vida ou desde que eu comecei a fazer planos para minha vida, sempre tive como plano de vida a ser seguido, qual seja:
Concluir o curso de graduação, me casar, me realizar profissionalmente, curtir por anos e anos o casamento, ter filhos, criá-los... exatamente nesta ordem.

Graças à Deus, consegui realizar 2, me formei e me casei, os outros ainda faltam. Exatamente em abril fui surpreendida com um pensamento meu: TER FILHOS!
Não! Como pode? Não foi assim que planejei, ainda não me realizei profissionalmente, estou casada apenas há 7 meses... Foi então que decidi pegar um cachorro, é vou pegar um cachorro e pronto, esqueço a vontade de ter filhos e vamos tocando a vida.

Gosto de animais, tenho um carinho por eles e tal... mas não sou daquelas pessoas que morrem de paixão pelos animais, sabe?! Tanto que quando avisei para minha mãe que tinha comprado uma cachorrinha, ela não acreditou, ficou assustada, queria saber o motivo, porque eu sou do tipo que jamais teria um cachorro, ainda mais morando em apartamento. Surpreendi a todos, ninguém entendeu e ficaram sem entender mesmo (acho), porque não me senti a vontade para dizer o real motivo.
Com uma semana, tive certeza que não fiz a coisa certa. Ai meu Deus! Aquele cheiro de cachorro no apartamento... ai... quis devolver mas o marido não concordou, então logo tratei de dar um jeito, comprei uma casinha pra ela, coloquei na varanda e restringi o horário dela aqui dentro de casa. Um problema resolvido!
Mas e aquela vontade, não passou, não foi embora, aumenta cada dia mais, todo momento me pego pensando em filhos, gente que sentimento é esse? O que eu faço?
Não conversei com ninguém, não, não me senti a vontade... nem mesmo com o marido... sei o que todos vão dizer...” Mas já? Vc é mto nova. Tem mta coisa pela frente. Acabou de casar, curta mais o casamento, depois vc pensa em filhos...”
Tá, ta, ta, mas não é um simples pensamento, é um sentimento, uma vontade, uma ternura... algo estranho que não sei nem como explicar.
Fico me perguntando porque, porque agora, mas não encontrei resposta, acho que a resposta somente Deus tem.

PS: Esse é um dos motivos da minha angustia da qual falei no post anterior.

6 comentários:

Coisas de casados disse...

Ai que lindo esse sentimento, preciso confessar que tenho me sentido assim tb, acho que de tanto o marido falar na minha kbça, eu e marido não podemos ver um bebê que ficamos babando rsrsrsr. Vai amiga, conversa com o maridão e vê o que ele acha, talvez ele tb queira e não fale pq acha que vc não quer.Bjs

Lizy disse...

oie, pode passar lá qd quiser...daqui a pouco vai ser blog de bebê rsrsr.

Pelo visto aqui tb daqui a pouco vai virar de gravidinha né...rsrs bjsss

Vivian disse...

querida... vim agradecer a visitinha lá no meu bloguinho.... hihihihi... e vim aqui retribuir...

sabe... tive que rir quando você falou do cachorro... eu fiz a mesma coisa... claro... já tinha sofrido um aborto... e depois de muita insistencia o maridão acabou comprando um shih-tzu pra mim de natal... no dia 01/12/08 e... dia 02/12/08 descobri a gravidez... hahahaha....

sabe... é muito bom ter um bichinho que nos faça companhia... mas nada substitui um filho... nada mesmo... aproveite essa onde de sentimentos pra pesquisar sobre o assunto... até fazer cursos preparatórios... porque são muitas informações... foi o que eu fiz... procurei saber quase tudo, pra depois partir para as tentativas.... e... tb não ficava comentando com os outros sobre meus pensamentos... pq sempre rola uma cobrança da familia... e isso é chato..

bjokas!

Catarina Lemos Aguiar disse...

Olha flor, eh um pouco complicado essa história.
Você pode ter um canil mas seu desejo de ter um bebê em casa vai aumentar cada dia mais.
Eu escutei muito você é muito nova, casada a pouco tempo... bla bla bla. Mas só eu sei da minha vontade e das minhas necessidades.
Curta seu au au, adotar um cachorrinho foi lindo da sua parte.

=**

-Cath e bebelina-

*LIH* disse...

Oi querida, obrigada por visitar meu boguinho.

Olha, essa vontade de ser mãe é assim mesmo, o relógio biológico que desperta...comigo tb foi assim, almoçava gravidez, jantava gravidez, dormia gravidez...só pensava nisso achava que tava ficando louca! Acredite, essa vontade não passa, só tende a piorar, eu acho!

Quanto a cachorrinha, não se desfaz dela não, ela vai ser uma grande companhia pra vc e pro seu futuro bebezinho!

Greice disse...

Ah amiga! Que boa notícia...

Sabe, para falar a verdade eu nunca pensei em ter filhos... E em março atrazou minha menstruação e eu entrei em panico. Mas até eu ter coragem de fazer o teste tudo mudou. Tnto que chorei copiosamente com o negativo.

Faz como eu, me programei desde março para agora em setembro começar. Assim você prepara o corpo, a cabeça e o marido.

Um beijo e conta comigo.